jusbrasil.com.br
15 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

SÉTIMA TURMA

Publicação

Julgamento

Relator

DESEMBARGADORA FEDERAL ÂNGELA CATÃO

Documentos anexos

Relatório e VotoTRF-1_AC_00272865320084013800_902ba.doc
EmentaTRF-1_AC_00272865320084013800_f0fe4.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

(KLÏP0â1V0)

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

Numeração Única: XXXXX-53.2008.4.01.3800

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO N. 2008.38.00.028093-0/MG

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

Numeração Única: XXXXX-53.2008.4.01.3800

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO N. 2008.38.00.028093-0/MG

RELATORA

:

DESEMBARGADORA FEDERAL ÂNGELA CATÃO

APELANTE

:

FAZENDA NACIONAL

PROCURADOR

:

GO00013207 - ADRIANA GOMES DE PAULA ROCHA

APELANTE

:

ESTADO DE MINAS GERAIS

PROCURADOR

:

MG00064559 - VANESSA SARAIVA DE ABREU

APELADO

:

FUNDACAO FELICE ROSSO

ADVOGADO

:

MG00072012 - DANIEL CARVALHO MONTEIRO DE ANDRADE

REMETENTE

:

JUIZO FEDERAL DA 5A VARA - MG

EMENTA

TRIBUTÁRIO E CONSTITUCIONAL. MANDADO DE SEGURANÇA. EXIGÊNCIA DE RECOLHIMENTO DE IMPOSTOS E TAXA DE ARMAZENAMENTO. ENTIDADE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. DESEMBARAÇO ADUANEIRO DE MERCADORIAS DESTINADAS À REALIZAÇÃO DOS OBJETIVOS DA ENTIDADE. ART. 150, VI, DA CF/88. IMUNIDADE RECONHECIDA. ICMS NO DESEMBARAÇO ADUANEIRO. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA FEDERAL. NULIDADE DA SENTENÇA REJEITADA. (8)

1. Em face da sistemática atual do Código de Processo Civil e introdução expressa, por meio dos arts. 154, 244 e 249, dos princípios da instrumentalidade das formas e do pas de nullité sans grief, não há que se falar em nulidade sem que haja comprovação do efetivo prejuízo suportado pela parte. Preliminar rejeitada.

2. “A imunidade prevista no art. 150, VI, c, da Constituição Federal, em favor das instituições de assistência social, abrange o Imposto de Importação e o Imposto sobre Produtos Industrializados, que incidem sobre bens a serem utilizados na prestação de seus serviços específicos. Jurisprudência do Supremo Tribunal Federal.” (RE XXXXX, Relator(a): Min. ILMAR GALVÃO, Primeira Turma, julgado em 15/02/2000, DJ 28-04-2000 PP-00098 EMENT VOL-01988-08 PP-01529).

3. Comprovado o caráter filantrópico da entidade e estando o equipamento importado direitamente vinculado às atividades por ela desempenhadas, ilegal o condicionamento do desembaraço aduaneiro da mercadoria adquirida ao recolhimento de impostos ou eventuais taxas de armazenamento, incidentes na operação.

4. Sendo o ICMS imposto de competência estadual, cabe à Justiça Federal analisar apenas a legalidade do ato administrativo que exigiu a comprovação de ter sido pago o tributo, ou a dispensa de fazê-lo, para que a mercadoria importada seja liberada. A discussão acerca da inexigibilidade do aludido tributo só poderá ser efetuada na esfera estadual.

5. Honorários advocatícios incabíveis na espécie (art. 25 da Lei n. 12.016/2009). Custas ex lege.

6. Apelações e remessa oficial não providas.

ACÓRDÃO

Decide a Turma, por unanimidade, negar provimento às apelações e à remessa oficial.

Sétima Turma do TRF da 1ª Região, 25 de junho de 2018.

DESEMBARGADORA FEDERAL ÂNGELA CATÃO

RELATORA

Disponível em: https://trf-1.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/883414846/apelacao-civel-ac-ac-272865320084013800/ementa-883414853

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 5 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO INTERNO NO RECURSO ESPECIAL: AgInt no REsp XXXXX RJ 2016/XXXXX-7

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL (AC): AC XXXXX-53.2008.4.01.3800

Tribunal Regional Federal da 4ª Região
Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal Regional Federal da 4ª Região TRF-4 - Apelação/Remessa Necessária: APL XXXXX-10.2016.404.7208 SC XXXXX-10.2016.404.7208

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 23 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - EMBARGOS DE DIVERGENCIA NO RECURSO ESPECIAL: EREsp XXXXX RJ 1999/XXXXX-3

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp XXXXX MG 2016/XXXXX-7