jusbrasil.com.br
15 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL (AC): AC XXXXX-14.2011.4.01.4300

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

TERCEIRA TURMA

Publicação

Julgamento

Relator

DESEMBARGADORA FEDERAL MONICA SIFUENTES

Documentos anexos

Relatório e VotoTRF-1_AC_00016321420114014300_f6146.doc
EmentaTRF-1_AC_00016321420114014300_d02eb.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

ADMINISTRATIVO. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. EX-PREFEITO. CONVÊNIO FIRMADO COM A FUNASA. ATRASO NA PRESTAÇÃO DE CONTAS. DOLO NÃO COMPROVADO. INEXISTÊNCIA DE ATO DE IMPROBIDADE. PNATE. RECURSOS RECEBIDOS DO FNDE. AUSÊNCIA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS. INSUFICIÊNCIA DE PROVAS. APELAÇÃO DO RÉU PROVIDA. APELAÇÃO DO FNDE PREJUDICADA.

1. O Superior Tribunal de Justiça fixou a diretriz de que "o mero atraso no cumprimento da obrigação de prestar contas, desassociado a outros elementos que evidenciem de forma clara a existência de dolo ou má-fé, não configura ato de improbidade previsto no art. 11, VI da Lei 8.429/92" ( AgRg no AREsp 261.648/PB, Rel. Min. Napoleão Nunes Maia Filho, Primeira Turma, julgado em 23/04/2019, DJe 08/05/2019).
2. Os elementos dos autos permitem concluir que mesmo tardiamente o requerido apresentou à autoridade fiscalizadora a documentação comprobatória da aplicação dos recursos do Convênio 1014/2006, celebrado entre o município de Goiatins/TO e a FUNASA, tendo ainda ficado constatado, em sede de Tomada de Contas Especial, que o objetivo pactuado foi alcançado, beneficiando a comunidade local. Inexistência de ato de improbidade administrativa.
3. Assim como na ação penal, "onde a insuficiência de provas leva à absolvição (art. 386, VII - CPP), o mesmo deve suceder na ação de improbidade administrativa, dado o estigma das pesadas sanções previstas na Lei nº 8.429/92, econômicas e políticas, e até mesmo pela dialética do ônus da prova, pelo qual incumbe a quem alega provar o fato constitutivo (art. 373, I - CPC). É indispensável que haja um acervo mínimo e seguro de elementos informativos jurisdicionalizados, a salvo de dúvida razoável, em prol das imputações da inicial" ( AC XXXXX-81.2008.4.01.4000/PI, Rel. Olindo Menezes, Quarta Turma, e-DJF1 25/03/2019).
4. O acervo probatório dos autos é insuficiente para demonstrar, no tocante aos recursos do PNATE repassados ao município em 2006 e 2007, a prática do ato tipificado no art. 11, VI, da Lei 8.429/92, atribuído ao réu.
5. Prejudicialidade do apelo do FNDE, que se insurgiu contra a ausência de condenação do réu ao ressarcimento do erário.
6. Apelação de Olímpio Barbosa Neto provida. Apelação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE prejudicada.

Acórdão

A Turma, por unanimidade, deu provimento à apelação do réu e julgou prejudicada a apelação do FNDE.
Disponível em: https://trf-1.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/894159199/apelacao-civel-ac-ac-16321420114014300

Informações relacionadas

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 4 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AG.REG. NA AÇÃO CÍVEL ORIGINÁRIA: AgR ACO 2473 TO - TOCANTINS XXXXX-73.2014.1.00.0000

Tribunal Regional Federal da 1ª Região
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL (AC): AC XXXXX-02.2014.4.01.3904

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 2 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO INTERNO NO RECURSO ESPECIAL: AgInt no REsp XXXXX PA 2018/XXXXX-7

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL (AC): AC XXXXX-14.2011.4.01.4300

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 8 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ORDINÁRIO EM MANDADO DE SEGURANÇA: RMS XXXXX PR 2012/XXXXX-7