jusbrasil.com.br
17 de Outubro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
TERCEIRA TURMA
Publicação
01/06/2018
Julgamento
22 de Maio de 2018
Relator
DESEMBARGADORA FEDERAL MONICA SIFUENTES
Documentos anexos
Certidão de JulgamentoTRF-1_APR_00723311220104013800_b8206.doc
EmentaTRF-1_APR_00723311220104013800_87b44.doc
EmentaTRF-1_APR_00723311220104013800_33c97.doc
EmentaTRF-1_APR_00723311220104013800_ff0b2.doc
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

(ÖQ;F141V0)

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO fls.2/2

APELAÇÃO CRIMINAL 0072331-12.2010.4.01.3800/MG

Processo na Origem: 723311220104013800

VOTO REVISOR

Apelações criminais interpostas pelo Ministério Público Federal (MPF) e pelo acusado Jair Inácio Filho da sentença pela qual o Juízo condenou o último pela prática do crime tipificado no Art. 273, § 1º-B, I, do CP.

Nada tenho a acrescentar ao relatório.

A decisão do juiz deve “encontr[ar] respaldo no conjunto de provas constante dos autos .” (STF, AO 1047 ED/RR, Rel. Min. JOAQUIM BARBOSA, Tribunal Pleno, julgado em 19/12/2008, DJe-043 06-03-2009. Grifei.) Dessa forma, os elementos probatórios presentes nos autos devem ser “ vistos de forma conjunta ” (TRF 1ª Região, ACR 2003.37.01.000052-3/MA, Rel. Desembargador Federal OLINDO MENEZES, Terceira Turma, DJ de 26/05/2006, p. 7; STF, RHC 88371/SP, Rel. Min. GILMAR MENDES, Segunda Turma, julgado em 14/11/2006, DJ 02-02-2007 P. 160; RHC 85254/RJ, Rel. Min. CARLOS VELLOSO, Segunda Turma, julgado em 15/02/2005, DJ 04-03-2005 P. 37), e, não, isolada . Efetivamente, é indispensável “a análise do conjunto de provas para ser possível a solução da lide.” (STF, RE 559742/SE, Rel. Min. ELLEN GRACIE, Segunda Turma, julgado em 28/10/2008, DJe-232 05-12-2008. Grifei.)

Na espécie, as provas contidas nos autos, vistas de forma conjunta, e analisadas de forma criteriosa e crítica pelo eminente Relator, são suficientes para fundamentar a conclusão respectiva.

No tocante à fixação da pena, acompanho integralmente o voto proferido pelo eminente Relator. Na espécie, a pena foi fixada com observância do disposto no Art. 59 do CP, ou seja, em patamar “necessário e suficiente para reprovação e prevenção do crime”.

À vista do exposto, voto pelo não provimento do recurso do MPF e pelo provimento do apelo do acusado, nos termos do voto do Relator.

Juiz Federal LEÃO APARECIDO ALVES

Revisor Convocado

TRF 1ª REGIÃO/IMP.15-02-05 W:\MINUTAS LEÃO\0072331-12.2010.4.01.3800 - REVISOR.docx\IC

Criado por tr301337

TRF 1ª REGIÃO/IMP.15-02-05 Documento11

Disponível em: https://trf-1.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/897397371/apelacao-criminal-acr-apr-723311220104013800/ementa-897397378